Confira dicas simples para economizar na conta de luz

Confira dicas simples para economizar na conta de luz

Que tal economizar na fatura de luz e ainda ajudar o meio ambiente reduzindo o consumo de energia elétrica? 

Dê olho na sustentabilidade, empresas têm fabricado produtos com menor consumo e maior reutilização no descarte, como as lâmpadas de LED. 

Quer saber mais? Conheça abaixo os aparelhos mais econômicos e as últimas tendências.


Aparelhos em stand by

Talvez você já tenha ouvido falar que manter aparelhos eletrônicos na tomada, mesmo desligados em stand by, gastam energia. O comentário é verdadeiro e pode ainda trazer riscos aos eletrônicos em caso de quedas e retornos bruscos de energia. A principal dica para economizar e evitar possíveis danos é retirar da tomada os aparelhos que não forem usados.  

Mesmo que um aparelho televisor, por exemplo, esteja com a tela desligada, a luz vermelha do stand by também consome energia. Apesar de baixo, o consumo constante traz gastos, que, acumulados, podem fazer diferença na conta de luz.  

 
Classificação de economia 

Ao comprar um novo eletrodoméstico ou eletrônico, leve em conta a classificação no consumo de energia. Prefira aparelhos que possuem a classificação A no selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica).  

O selo foi criado para orientar consumidores, indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética. As categorias A, B e C são as mais econômicas, respectivamente.  


Lâmpadas de LED  

 Se você ainda utiliza lâmpadas convencionais em casa, experimente trocar por LEDs (Light Emitting Diode, em inglês) ou fluorescentes. O tipo LED emite menos calor, causando consequentemente redução na perda de energia. Alguns modelos podem ter vida útil de até 12 anos ou 100 mil horas, evitando substituições constantes.  

Segundo maior parte dos fabricantes, a economia pode chegar a 85%, variando conforme a frequência no uso.  

Já as fluorescentes têm grande eficiência por transmitirem mais energia eletromagnética do que calor. Costumam ter um custo mais alto que as lâmpadas incandescentes (até 5 vezes mais), porém o valor compensa devido a economia no consumo. De acordo com os fabricantes, elas podem ser até 75% mais econômicas, com vida útil de até 8 mil horas em média. 

 

Manutenção 

Outro fator importante na hora de economizar é a manutenção de eletrônicos e eletrodomésticos. Se for possível, vale trocar aparelhos mais antigos outros mais novos e econômicos. Em Santa Catarina, é comum a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) promover a campanha “Bônus Eficiente”, com descontos de até 50% em geladeiras, freezers e ares-condicionados.  

O investimento da companhia vale a pena, pois, com aparelhos mais novos, o consumo da população é reduzido e evita sobrecargas no sistema de energia. Mas, se ainda não for possível a troca dos aparelhos, ou se ainda estiverem apropriados para uso, cuide da manutenção. 

Leve para o conserto autorizado itens com defeito e observe qualquer alteração no funcionamento. No caso dos refrigeradores, vale ficar de olho na vida útil da borracha que faz a vedação da porta.  

Aplique as dicas em seu lar, compare e comprove a redução no consumo de energia!